setembro 20, 2017

One day at the time

Be strong by yourself
Look at the storm but don't get attached to it
Take a deep breath and know your fears
So you can give the next step as a conscious being

Don't try to control the situation
Trust in the moments you pass through
Rest and observe the universe on moving
And accept the gifts were sent for you

If a time is required
Pay attention to your actions
The states of calm and tranquility
May be the best way to go forward

Fight with love
Get used to the time when actions are needed
Forgive yourself for past mistakes
And release what's worth of leaving

Again, breath
For the sake of your being
Let the emotions come and go
You have all the answers from a long time ago

For now, look up to the sky
See the how the stars can shine
Gratitude is a good way to seek
And respect the space of your beloved one's through the week.

Cheer up!

r.

setembro 18, 2017

segunda-feira

quando você sai, eu fico
com aquela vontade de que chegue o logo
de que venha o pôr do Sol
e que minhas pernas se enrosquem nas suas para mais uma noite de sonhar

a tua presença me traz paz
e o que faço quando não estás
é cultivar todo esse sentir
para quando chegar o porvir... contigo, eu desabrochar também.

a felicidade me vem, trazendo calmaria e força para ir além
respirando e querendo mais uma vez, te fazer suspirar
e tentar, com essas palavras, te levar ao nosso lugar...
tão especial, tão atemporal

não preciso de pieguices,
muito menos de tentativas românticas de conquista
basta ser como sou e te olhar como sempre fiz
mostrando minh'alma e recitando os mais leves versos

como o vento.

r.

agosto 28, 2017

natural

Os caminhos da vida são imprevisíveis
O que nos vale, são os passos dados com a certeza
De querer andar e caminhar adiante

O que sinto hoje, vai além de vivências
É a mais bela expressão do novo
Sentido pelo meu espírito e reverberado em minha matéria

O encontro, tão familiar
De tanto tempo, de tantos momentos
Tal qual o curso do rio que alimenta minh'alma

Sou este simplório navegante
Que usa uma canoa, outrora furada
Agora segue o curso do rio

Seja para qual rumo for
E se no mar eu chegar
Que as bençãos da Rainha eu possa ganhar

Pedindo humildade
E agradecendo por todos estes primores
Sou feliz e sei que o Mestre acompanha minhas dores

Hoje, canto com alegria
E sigo nesta jornada com mais beleza
Pois em ti encontrei o amor

Tão vivo e existente...
Nesta imensa natureza.

r.

agosto 10, 2017

cri_ar

Crie pelo ato de trabalhar
Pelos pequenos afazeres que surgem
E leve-os com amor, para onde for
Lembre-se da constante humildade para com as suas ações

Levante, respire, medite
Saiba o ponto de partida
Pois o caminho vale mais que o desfecho ante a ida

Assim, saberás como andas
Como fala e ouve
Mas, perante a tudo isso, entenderás teu próprio coração

Com a calma e a leveza das tuas ações
Que inspire assim os teus irmãos
Para que de mãos dadas
Realizem quaisquer funções

Sigamos...

r.

julho 31, 2017

eu digo

É como uma luz que se aproxima
E aos poucos me concede a visão
O que antes era desconhecido
Agora chega ao entendimento pela razão

Junto com o sentir
Além das percepções humanas
Mas tudo aqui é da Terra
E a verdade vem de Quem a emana

Por sutis demonstrações
Nas silenciosas vibrações de nossos pensamentos
Somos os aprendizes para o amanhã
E juntos, vamos para o Seu julgamento

Que com amor, nos transforma
E purifica tudo que possuímos
Muito mais que o material
E as vezes, além do que sentimos

Que possamos ser humildes
Nesta eterna jornada
E que com o sorrir, sigamos firmes
Rumo ao raiar desta nova alvorada

A Aurora se mostrou no céu
E como fenômeno da natureza
Suas luzes retiraram o véu
Antes eu posso dizer que não sabia

Ingenuidade minha seria desviar o olhar
Agora, perante esta primazia
Que vem dentro de nossas reuniões
E unidos, cantamos com amor

Sabendo para onde vamos
E nos ajoelhando perante a este resplendor
Que chega, conforme o nosso querer
E vai além de qualquer bem dizer

O sentimento é de plenitude
E a felicidade, de magnitudes
Por fim, com uma palavra
Resumo os versos e sem charadas

Agradeço as curas que recebi
E aceito o caminho perante ao porvir
Pois conheci o amor pisando neste chão
E que eu possa sempre seguir, com a Sua permissão.

"Dos sonhos nasce a poesia,
E com amor, compartilho esta alegria...
Celestial".

julho 25, 2017

transbordou...

transborda em mim...
uma sensação um tanto quanto nova
e uma vontade que se coloca à prova...
de experimentar, o ser e o estar.

o olhar penetrante
adentra a profundidade do que sou
mesmo com tantos pensamentos hesitantes
eis que o sentimento revela o que voou

e esse sorriso, meio escondido
"de canto de boca"
parece mais como algo entendido
pois fez-se o seu próprio sentido

perante a tudo que foi conversado
e todo carinho doado
respeito e admiração
essência de prontidão

e este frio que venho a sentir
não se compara ao calor que vejo emergir
mas que com calma deve ser direcionado
de passo em passo, ao que há de ser revelado...

nas entrelinhas tão claras
dessa imensidão tão rara
que faz vibrar o coração
e de tudo, resumir-se ao estado de gratidão.

r.

julho 15, 2017

jornadas

Hoje eu queria cantar
Pedir perdão e agradecer
Seguir caminhando rumo ao amanhã
Com as bagagens que tenho no agora

Sabendo e levando apenas o necessário
Para assim, ir com calma e serenidade
Conhecendo um pouco mais dos meus pormenores
Respeitando e entendendo os meus ciclos

O caminho aberto será
E nessa estrada, quero poder avançar
Com a calma e a tranquilidade
Para com cada passo que venho a dar

Pelo céu, debaixo dessa estrela
Sei que minha fortaleza bem guardada está
E ao além vamos chegar
Com dedicação e amor no coração

Dos meus versos, faço minha melodia
De todo este poema, minha própria alquimia
E nas areias quero pisar
Neste mar, quero mergulhar

Junto de toda esperança
Minha jangada aponta rumo a uma nova bonança
E os ventos que aqui impulsionam
São oriundos dos vales da mansidão

Para um dia chegar n'outro continente
E irei saber quando dizer: terra à vista
Porque no meu coração está o timão
Da embarcação do destino deste capitão

Que, com honra, sirvo em seu convés
Pedindo força perante a qualquer viés,
Aprendendo, eternamente, a navegar
Com o entendimento que esta luz nos dá

Agora sigo minha jornada
E neste diário, registro esta empreitada
Para no porto da alegria chegar
E entender, que mesmo sendo de papel

Meu barquinho não vai afundar.

r.